sábado, 23 de julho de 2011

Novo remédio para emagrecer


REMÉDIO PARA EMAGRECER
Todos aqueles que têm uns quilinhos a mais querem emagrecer rápido e muitos pensam que a solução pode estar em um remédio para emagrecer. Bem, eles podem estar certos, pois um novo estudo mostrou que um medicamento chamado tesofensina, usado para tratar doenças neurológicas, tem o dobro da eficiência do que qualquer outro remédio de emagrecer.
Voluntários obesos receberam o remédio para emagrecer tesofensina (tesofensine em inglês) diariamente durante 24 semanas e conseguiram perder 13 Kg, aproximadamente. É o dobro do peso perdido por medicamentos como sibutramina e rimonabant, de acordo com especialistas.
Enquanto o medicamento tesofensina estava sendo testado para doenças como Mal de Parkinson e Alzheimer os cientistas observaram que os pacientes estavam perdendo peso. Mais tarde descobriram que ele é um supressor do apetite que age nos sinais neurológicos do cérebro.
Para o estudo da tesofensina como um remédio para emagrecer foram utilizados 161 pessoas obesas que pesavam cerca de 100 kg. Para um grupo foi prescrito o medicamento para emagrecer e o outro grupo recebeu um placebo inativo.
Este é, ao menos, o dobro do peso perdido por pacientes nos estudos de remédios de emagrecercomo Reductil e Acomplia, escreveram os pesquisadores em uma edição online da revista científica The Lancet. A tesofensina foi três vezes mais potente do que o remédio para emagrecer chamadoorlistat.
Os autores da Universidade de Copenhagen concluíram que “esta fase 2 do estudo mostrou que a tesofensina é muito eficaz para produzir perda de peso em pacientes em seis meses”.
Estudos anteriores mostraram que no mesmo período o orlistat ajudou pacientes obesos a perder 3 kgsibutraminha a perder 4 kg e o rimonabant a perder 5 kg.
No entanto a tesofensina tem efeitos colaterais quando tomada em doses de 1 miligrama como boca seca, constipação, movimentos irregulares do intestino e insônia. Por esta razão a dose segura foi considerada de 0,5 miligramas que levou os pacientes à perder 11 kg.

Nenhum comentário:

Postar um comentário