domingo, 8 de abril de 2012

O mal que tem por trás dos desenhos animados

O QUE HÁ POR TRÁS DOS DESENHOS ANIMADOS, NOVELAS TEENS E VIDEOGAMES




“Instrui o menino no caminho em que deve andar, e, até quando envelhecer, não se desviará dele.” – Provérbios 22.6
“Examinai tudo. Retendo o bem. Abstende-vos de toda a aparência do mal. E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espirito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.” I Tessalonicenses 5.21-23.

         Seguindo esse conselho bíblico iremos examinar o conteúdo dos desenhos animados mais conhecidos e que são continuamente transmitidos as crianças. Que essa leitura venha a edificar e ajudar os pais a compreenderem o mundo obscuro que de forma aparentemente inocente cerca seus filhos.
         Para que essa leitura seja proveitosa recomendo a todos que tenham em mente que temer ao SENHOR é o passo fundamental para se viver uma vida abençoada, portanto por temer a Ele é que não podemos permitir que o mal entre em nossas casas por nossas próprias mãos.

“No temor do SENHOR há firme confiança e ele será um refúgio para seus filhos.” Provérbios 14.26



As férias chegaram, e nossas crianças têm o dia todo livre com muita disposição e energia para gastar.
Muita das vezes, elas não têm muitas opções de divertimento para esse período e com muito tempo livre, resta deixá-los de frente à TV para assistir às programações preparadas para esse público.
 O que acontece é que nem tudo que se vê na TV é próprio para as crianças, e, por incrível que pareça, nem mesmos os desenhos.

 

Segundo mapeamento estatístico da Organização das Nações Unidas – ONU, realizado em seis
emissoras de TV aberta, em 71 horas de desenhos transmitidos em agosto de 1998, a cada 60 minutos
 de desenho animado apareciam 20 crimes. Em uma semana de pesquisa, foram detectados 1.432 crimes, apenas em desenhos animados. No Brasil, as redes Bandeirantes e Record, seguidas pela Globo
foram as que mais mostraram homicídios.

 

Mas o que fazer, então? Precisamos como pais, ficar atentos para que nossas crianças não estejam
expostas aos ataques de Satanás por meio de inofensivos desenhos. Vamos conhecer alguns deles:



Bob Esponja – Segundo Kike Martins da Costa, colunista do site UOL, Bob Esponja foi eleito o personagem mais gay da TV e o preferido da audiência GLS (sigla que denomina um grupo de pessoas Gays, Lésbicas e Simpatizantes). Segundo um artigo publicado pelo Wall Street Journal (jornal norte-americano, de onde vem o desenho), ele seria gay por possuir um amigo cor de rosa, O Patrick, um amigo que se faz ballet com collant e dorme de pijamas cor de rosa, o Lula Molusco; por se divertir com coisas bobas e fúteis, como caçar águas vivas. Lideres de organizações homossexuais disseram que essa é a maior prova da homossexualidade de Bob Esponja, pois os gays são muito alegres. Ainda de acordo com o jornal, a maior prova de que o desenho lida com a questão da sexualidade e é destinado a um público adulto, é o horário de transmissão: nos Estados Unidos ele é veiculado após as 23h.


Shrek – O ogro ou ogre (que é o tipo de criatura que o Shrek é) é um ‘gigante dos contos de fadas que se alimentava de carne humana’. A palavra ‘ogro’ é uma alteração do latim orcus, que significa divindade infernal. Na mitologia, diz-se de um monstro que habita florestas isoladas. Em uma cena do filme Shrek2, o Gato de Botas era preso por ‘porte de ervas’.


Pocahontas – Disney – O significado da palavra Pocahontas é ‘Espírito saído do Abismo’. Pocahontas fala com um espírito de sua avó, falecida há mais de 400 anos, numa árvore. Observe aí a doutrina da reencarnação sendo sutilmente passada às crianças. Essa cena retrata um verdadeiro ritual espírita.

Pica-Pau
 
O personagem, Pica-Pau, é visto como um malandro encrenqueiro, que faz de tudo pra se dar bem em qualquer situação. É bastante malvado e perverso, quer sempre fazer as pessoas de bobas, procura atrapalhar a vida daqueles que tentam tirar seu sossego, tenta resolver tudo bicando várias vezes qualquer um que se meta no seu caminho e mente muito para enganar as pessoas. A mensagem que o Pica-Pau acaba passando para as crianças é que vale de tudo para se concluir seus objetivos, inclusive ser malvado, briguento e mentiroso.

O próprio Pica Pau revela quem ele é. Em um episódio chamado “O afanador de gasolina”, após aparecer uma placa perguntando: _Essa viagem é realmente necessária? Ele responde: _Claro que é necessária. Eu sou um diabo necessário!







Desenhos animados podem conter mensagens subliminares (mensagens subliminares são sugestões geralmente imperceptíveis ao consciente, que são embutidas em vidros ou músicas, e que pela repetição, acabam sendo aceitas de maneira inconsciente).
 

Depois que a notícia sobre a existência de imagens subliminares nos desenhos da Disney foram
divulgadas pelo pregador brasileiro Josué Yrion, radicado nos EUA, inúmeros pesquisadores saíram
à caça de mais evidências.Infelizmente, para a Disney, a lista foi ampliada.

São fatos e provas contundentes demais para ignorá-los. Até mesmo pessoas não-religiosas e, portanto,
sem o mesmo interesse no assunto que o pregador, ficaram horrorizadas com aquilo que estava sendo
 mostrado a seus filhos em nome da alegria e do encantamento.
Veja o que se descobriu: no filme “Mogly”, a serpente diz ao menino que olhe em seus olhos, porque
 levaria para o abismo, de onde jamais poderia sair;
 no filme “Robin Hood”, o herói usa uma bola de cristal para chamar o príncipe das trevas e faz conjuros com os dedos das mãos, sinais reconhecidos como os mesmos utilizados pelos satanistas para invocar demônios; no filme “Hércules”, o diabo sai do meio do abismo e diz que seu nome é Hades, o senhor da morte;
a capa do vídeo “A pequena sereia” é apontada como pornografia infantil: colunas submersas têm forma de
um membro sexual masculino. No filme, na cena do casamento, existem sinais de excitação sexual;
 no filme “Cinderela”, o gato se chama Lúcifer;
.
Homossexuais e lésbicas

Em junho de 1996, 97 e 98, a Walt Disney World foi a anfitriã do 6.º, 7.º e 8.º Fia Anual de Gays e Lésbicas. Num desenho animado, os organizadores retrataram o Mickey e o Pato Donald como amantes homossexuais,
e Minnie e Margarida como lésbicas. A companhia não fez nenhuma objeção publicamente.

Os atores Ernie Sabella e Nathan Lane disseram que as personagens que
interpretam (Timão e Pumba) no filme “O Rei Leão” foram as primeiras personagens homossexuais

da Disney a aparecer na tela.
A Disney contratou Devin Smith para produzir os filmes “Dogma”, que ataca o cristianismo, dizendo que a crença cristã é pouco mais que mitologia, e “A procura de Amy”, sobre um homem que diz ser amado por uma garota, até descobrir que ela é lésbica. Eu mesmo vi uma chamada para este filme na TV a cabo HBO no início de julho de 2000. Há um beijo na boca entre garota e sua namorada (já na própria chamada) que é de tirar o fôlego. De nós, não delas…

A Disney admitiu em janeiro que o até então inofensivo desenho animado “Bernardo e Bianca”, produzido em 1997, contém imagens subliminares ao longo da fita. A cena acontece aos 28 minutos do filme: os dois ratinhos – engajados em ajudar uma menina a se livrar de seqüestradores – então viajando sobre um velho albatroz.
À aterrissagem, o pássaro perde altura e passa em frente a vários prédios. Numa janela aparece a imagem pornográfica de uma mulher expondo o corpo.
A Disney só admitiu o que chama de “imagens de fundo objetáveis” depois que elas apareceram na internet.
A empresa informou que recolheu cerca de 3,4 milhões de fitas nos EUA.
A cena de nudez no desenho animado amplia suspeitas entre milhares de cristãos do mundo
inteiro a respeito da idoneidade moral da companhia. Nos EUA, por exemplo, a numerosa Convenção Batista do Sul, que agrega cerca de 15 milhões de cristãos, aprovou há dois anos um boicote a todos os filmes, produtos e centros de diversão da empresa.


Venenos da Rede Globo

“Pokémon” (“alguns demônios na mochila” – ‘poke’=bolso; ‘mon’,abreviação de ‘demon’. ‘Pokemon’= demônios de bolso) pode ser uma novidade para os pequenos, mas uma tremenda dor de cabeça para os pais cristãos, todos instigados ao mal e à violência.
O jornal Folha de S. Paulo, de 14/2/1999 traz a notícia de 685 crianças japonesas internadas após verem
 uma cena do
monstrinho Pikachu na tevê. Naquela noite, centenas de adultos, ao verem a mesma cena no telejornal,

 também foram internadas com graves distúrbios.
Demônios? Obsessão? Paranóia? O que sei é que para um pai consciente isso basta. Claro, você dirá, isso é normal no mundo de hoje. Para mim não é.

Conheço crianças com sérias perturbações (os pais acham que são normais) porque passam as manhãs
vendo esses desenhos, as quais vão se acostumando a imagens e a realidade de sexo, lesbianismo, violência e satanismo sem ainda poderem discernir entre realidade e fantasia. Só que não é fantasia, é realidade!
E então acontece uma verdadeira lavagem cerebral. Matam já desde
pequenos (basta ver quantos assassinatos há nos EUA praticados por crianças) sem saber o real porquê.

Outro exemplo. Não acham estranho o boneco Tinky Winky, dos Tele Tubbies, que é masculino, usar bolsa?
Ah, disse a criadora australiana questionada pela “Time”, “criança usa bolsa, saia, qualquer coisa, porque é inocente”. E por que será que ele usa aquele triângulo, símbolo dos gays na cabeça?

Felizmente a revista “Time” considerou “O rei leão” como o mais sujo e perverso filme já produzido pela Disney. Há um leão efeminado, ensinos de bruxaria, consulta aos mortos e, quando Simbad bate as pernas em uma pedra e o pó se levanta, aparece a palavra sexo, em inglês, numa fração de segundo.

Venenos da Editora Abril

De fato, a Disney caminha à margem da humanidade. Por que será que o Tio Patinhas não tem esposa?
Nem o Pato Donald? Nem o Mickey? Eles têm sobrinhos. Mas onde estão os pais dessas crianças ?
 A Lalá, a Lelé e a Lili são filhas de quem? E por que será que o Pateta nunca se casa com a Clarabela?
 E nem o Mickey com a Minnie? E a bondosa vovó Donalda casou com quem para ser avó?
 Por que ninguém tem esposa ou marido? Interessante, não? Nenhum valor dos personagens segue os
 valores da humanidade. O Patinhas é avarento, o Donald nervoso, o Pateta é atrapalhado, o Gastão sortudo,
 a Maga é feiticeira, o Gansolino preguiçoso, e assim por diante. Valores? Que valores? Pra piorar, a Disney retratou os brasileiros através de um personagem vadio, gozador, desempregado por opção e trambiqueiro:
 o Zé Carioca. Para a Disney, ele é protótipo do nosso povo.

O que estranho em toda essa história é: porque uma empresa como a Disney chegou a este ponto?
Pôr uma imagem pornográfica num desenho de Bernardo e Bianca? Para quê? Nessa hora, não tem jeito,
 tenho de apelar para Jesus: “A boca fala daquilo que o coração está cheio”, dizia Ele. “Sepulcros caiados”, gritava contra os fariseus, “vocês são bonitos por fora, mas podres por
dentro”.
 
 

“Ai dos que ao mal chamam bem e ao bem mal! Que fazem da escuridade luz e da luz, escuridade, e fazem do amargo doce, e do doce amargo!” Isaías 5.20

há ainda muitos outros desenhos com conteúdos duvidosos, como Ben 10, os Backyardigans,  e muitos outros!


 

Existe ainda muito a ser dito, e falaremos mais em outra ocasião. Se existir alguma dúvida a respeito desse ou aquele desenho, sente-se com seu filho, assista e peça ao Senhor pra permitir que você perceba se há algo maligno sendo preparado para seu filho

 

Que Deus ilumine a todos nós e que Cristo Jesus, nosso Senhor e Salvador possa abençoar
a todos, para que assim possamos dizer:   “Eu e minha casa serviremos ao Senhor!” – Josué 24.15b





3 comentários:

  1. voce esta certa temos que orientar os nosos fillhos sobre o mal que ha por tras dos desenhos

    ResponderExcluir
  2. DIVULGUEM AOS QUATRO VENTOS...

    ResponderExcluir